26 novembro 2005

Carta ao Pai Natal

Já falta menos de um mês para o Natal, chegou a hora de fazer a minha carta ao Pai Natal. Atendendo ao conteúdo da carta o meu interluctor com o Pai Natal recomendou-me que publicasse a carta no blog, pois só assim poderia ver o meu pedido ser atendido.

Pai Natal:
Esta carta carta é um pouco atípica, eu não venho pedir determinadas coisas, venho é pedir para o Pai Natal não se lembre de me pôr no sapatinho outras coisas.
Como deve estar bem recordado ultimamente as minhas prendas são temáticas. Há uns anos as renas estacionaram na Loja Verde e trouxeram tudo o que lá havia (não gostei, se fosse uma só peça ainda vá agora as prendas todas parecidas). O ano passado pararam numa grande superfície e o saco que ia para minha casa estava cheio de tachos, panelas, candeeiros e outras tretas para a casa, ou seja para a casa tudo para mim nada.
Por favor Pai Natal, eu não peço muito apenas peço que se lembre de mim, que este gajo também é gente. Pronto se quiser oferecer coisas para a casa, tenho a certeza que ela agradece, mas lembre-se de mim, nem que seja um bocadinho só.

23 novembro 2005

Escorpiões com atraso

Bem andei ausente durante uns tempos que entretanto já mais seis pessoas festejaram o seu aniversário.
Assim, para acertar o calendário, aqui fica:
Cavaco
8 de Novembro- Para te descrever numa só palavra: genial. Actualmente também se encontra em Inglaterra, fazendo parte mesmo frente a frente a Mourinho em termos do português mais conhecido por terras de Sua Majestade. Actualmente anda a dar banha da cobra (a acreditar no seu nick do msn). Fundador da grande confraria do Palmeira, tendo mesmo recusado ir à "Praça da Alegria", razão: a pessoa que o contactou chamavasse Fátima Lopes e ele confundiu os programas. Parece já um chavão, mas é verdade a sua presença é sinónimo de boa disposição garantida. Ele fez um site lindo, só que não sei o seu endereço para o poder linkar. Portanto, se leres isto, e o site ainda estiver online, faz favor de dizer para as pessoas poderem rir um pouco com o teu sentido de humor. Vê lá não fiques aí para sempre, senão é mais um pouco de património nacional que perdemos definitivamente.
Carla
9 de Novembro- Olá Carla, já sei que a primeira impressão que tiveste de mim não era boa aliás, nada boa, mas fica sabendo que era recíproco. Daí, teres sido uma surpresa para mim, agradável, claro está. Imaginava-te diferente, muito diferente, não a pessoa que conheci. O contexto em que nos conhecemos também foi favorável a que tivessemos uma boa relação, pois tanto eu como tu como os outros nossos colegas tinhamos-nos que nos aturar uns aos outros todos os dias da semana e vários fins-de-semana. Gostei tanto da vossa companhia que, mesmo não fazendo parte da vossa turma no ano seguinte, passava lá a vida. Agora estás na Madeira, a cuidar a do teu filhote, mas quando vieres ao continente (não é ao centro comerical) avisa para combinar-mos qualquer coisa.
11 de Novembro- Já pertences à terceira geração de tecnológicos que apanhei. Ao princípio não me dava tanto convosco, porque passava a maior parte do tempo com os meus colegas do ano anterior. Mais tarde vi também que só tinha a ganhar em conhecer-vos. Tu terás sido dos colegas que ainda não havia conhecido, aquela com quem me vi a dar melhor, (agora estava-me a lembrar vossa girls band, da qual já não me lembro o nome, e terá sido talvez a primeira da faculdade). Foste sempre uma boa amiga e fico contente por saber que hoje o teu trabalho foi recompensado.
Sofia Cruz
12 de Novembro- Esta rapariga não fez 30 anos, fez antes 20 e 10 e nunca passará dos 20 (diz ela com o seu sorriso Pepsodent). Ela é o terror dos dietistas porque há uma forte probabilidade e sofrer de anorexia. E é uma especialista em não ter dinheiro no telemóvel, uma forreta de primeira. A única coisa que me ofereceu nem um café foi, foi um pastel de nata do dia anterior e umas quantas boleias. Mas no fundo, mas só lá no fundo é boa rapariga. És boa rapariga, foste outra que tive a (des)graça de conhecer no ano das práticas de tecnológica, era só bricandeira... Agora mais a sério, ainda bem que tudo está a correr a bem para o teu lado, e que já tens a tua vida mais estabilizada, também mereces.
Zombie
16 de Novembro- O nome diz quase tudo. Mas para descrever o Zombie basta dizer que ele é muito semelhante (até fisicamente) com o Kramer do Seinfeld. Maluco, maluco e maluco. Extremamente inteligente, culto mas com um uma granda pancada. Ultimamente ninguém o cala, é que o Sr. Zombie passou a ser 1ºDan em Aikido. Airigato. Duplamente de parabéns.
Rato
17 de Novembro- Bem, em primeiro lugar deixa-me dizer que é um alívio estar contigo pois é da maneira que não estava sozinho no meio de gente gadelhuda, sempre havia mais um careca. És daqueles amigos que me aturam já há mais de uma dezena de anos ineterruptamente. Colega de cartadas, futeboladas (não me esqueço das porradas que me costumas dar, mas também levas) e por aí fora. Só posso dizer que és uma pessoa espectacular. Por trás desse teu lado gótico, existe o teu lado humano, que é muito bom (sempre pronto a ajudar). Fico contente por estares a atravessar uma fase tão boa. Que assim continue.

06 novembro 2005

O meu novo brinquedo

Primeiro apareceu a 1ª geração, depois a 2ª geração e mais recentemente a 3ª geração. Estou a falar de telemóveis é claro.
Depois de um curto período de negociações, através de um negócio familiar, comprei um exemplar, que embora longe de ser um topo de gama, já me agrada bastante. Ainda estou copiar e ao mesmo tempo actualizar a minha agenda, e depois vou descobrir as potencialidades que o meu telemóvel novo tem. Agora passou a ser o meu novo brinquedo nos tempos mortos.
Bem se for tão bom como tão bem foi conseguido o design, temos máquina (digo eu), e aqui o dono do blog não vos volta a falar, a não ser de telemóvel é claro.

Ajuste de contas

Então cá vai uma saudação especial a todos, mas a três pessoas em particular, por terem comemorado mais um aniversário.

João Custódio - 29 de Outubro - Apesar de te teres escondido durante uns tempos na bifolândia, nada muda. Tens conseguido os teus objectivos com algum sacrifício e muito trabalho, e isso tudo atesta bem a tua força de vontade. Vais conseguir ultrapassar mais este obstáculo quanto mais não sejo porque o mereceres.Já sei que estás quase a regressar e a ver se agora podemos conversar um pouco, porque da última vez que cá estiveste nem nos falámos.

Aldeia - 31 de Outubro - És um dos resistentes, daqueles que conheci no início da faculdade e de quem me tornei logo amigo. És um daqueles cromos muito dificéis de sair numa colecção. Eras quem nos fazia rir, o nosso bobo da corte. Como pessoa, é difícil encontrar alguém como tu, porque por trás desse palhaço está um ser humano espectacular. Não me esqueço que só houve um gajo a dar-me os parabens às 7 da manhã (já estava acordado), esse gajo foste tu, e foi da maneira que acordei logo bem disposto. Já não te vejo há uns anitos e está na hora do pessoal da capital organizar uma excursão à Covilhã, para ver se a aldeia que te baptizou realmente existe. Se existe, deves ser o Asterix lá da terra. Bem vindo ao clube dos 30 amigo.

Ana Filipa - 1 de Novembro - Gostei muito de estar contigo no fim de semana passado. Continuas a mesma miúda, gigante com cerca de 1,50 m, divertida, simpática. Isto é tentar descrever-te em poucas linhas, porque não tenho tempo de antena suficiente para falar de bons momentos que tenha passado a teu lado, e quando digo eu, digo toda a gente que connosco estava porque tens esse dom de pôr toda a gente bem disposta. Olha Ana aproveita bem é que os 30 é já a seguir, é que é já a seguir...

03 novembro 2005

Blog hibernado

Tenho andado um pouco arredado destas lides por duas razões: falta de inspiração mas também pelo facto estar já a trabalhar e o trabalho que trago para casa (preparação de aulas) toma-me algum tempo. Assim sendo, pensei mesmo em acabar com o blog, mas depois lembrei-me "então e quando quiser mandar uns bitaites como vai ser?".

A solução por mim encontrada foi a de mudar um pouco o formato do blog. Por exemplo, em vez das maçudas histórias que contava aquando dos aniversários das pessoas, direi apenas umas linhas. Este foi o primeiro corte nas "despesas" que me veio à cabeça. Outras mudanças ocorrerão, mas essas virão com o tempo.

Existem "despesas" nas quais não pretendo mexer. São outros como um que brevemente irei publicar intitulado "Guimarães". Não, não é o Vitória, é a cidade.

Foi esta a razão da hibernação do blog, é que afinal de contas já não escrevia nada há alguns dias.